Categorias dos Vídeos
Videos Categoria 1
Notícias Recentes
O avanço de Marina Silva (PSB) na pesquisa de intenções de votos realizada pelo Datafolha, que a coloca empatada com a candidata a reeleição à Presidência Dilma Rousseff (PT), ainda está ligado a superexposição que a ex-senadora teve após a tragédia com Eduardo Campos e mostra uma migração de votos de descontentes com o governo, segundo especialistas. - A Marina bagunçou o cenário eleitoral. Ela trouxe a votação que teve em 2010, o discurso de um terceira e via e, agora, representa para o eleitor descontente com o governo uma real chance de retirar o PT do governo, o que Aécio (Neves) não conseguiu mostrar - afirma o cientista político Felipe Borba. A superexposição que Marina teve após a morte de Eduardo Campos também é vista como um motivo de seu crescimento para o cientista político Fernando Weltman, da Fundação Getúlio Vargas. -A tragédia com Eduardo Campos mobilizou as atenções em torno do seu nome. Ela se tornou um assunto - afirma Weltman que completa dizendo que ainda é cedo para avaliar se é um fenômeno duradouro -É um momento de uma onda mas não sabemos conjecturar se vai ter prosseguimento. O professor de História Contemporânea da UFF, Marcus Dezemone, concorda com Weltman e acredita que a exposição e os ataques dos adversários podem modificar o cenário político que, atualmente, é favorável para a ex-senadora. - É uma candidatura que ainda está se apresentando e vai sofrer ataques. Ainda temos que ver se Marina vai conseguir se defender dos adversário que já começam a apontar suas contradições - afirma Dezemone.
A partir desta segunda-feira (1º), as meninas de 11 a 13 anos poderão tomar a segunda dose da vacina contra o HPV (papilomavírus humano), que protege contra o câncer de colo de útero. O anúncio desta fase de vacinação foi feito nesta sexta-feira (29) pelo Ministério da Saúde. Quem tomou a primeira dose da vacina deve tomar a próxima para garantir a imunização completa. A expectativa da pasta é de que 80% das 4,9 milhões de meninas nessa faixa etária sejam imunizadas no país nos próximos meses. A vacina será distribuída nas escolas públicas e privadas e nos postos de saúde em todo o país. "Só com a primeira dose não fica protegida. Para ficar protegida pela vida inteira é necessário tomar a segunda e daqui a cinco anos fazer a terceira e última dose", afirmou o ministro da Saúde, Arthur Chioro, durante a apresentação do planejamento para esta segunda etapa. A primeira dose da vacina começou a ser distribuída em março deste ano. Em seis meses, o governo conseguiu aplicar a vacina em 4,3 milhões de meninas, o que corresponde a 87,3% do público-alvo. Ela é distribuída pelo Sistema Único de Saúde (SUS). São Paulo foi o Estado que teve o melhor resultado, tendo vacinado 98,74% das meninas na faixa etária. A estratégia adotada no início da vacinação será mantida agora. Não há prazo para a vacinação, ou seja, quem fez 11 anos agora pode tomar ainda a primeira dose da vacina e em seis meses deverá tomar a segunda dose. "Não é uma campanha de vacinação. É a introdução da vacina contra o HPV no calendário de imunização nacional", explicou o ministro. A terceira dose da vacina será aplicada daqui a cinco anos como reforço para a imunização. Em 2015, a vacina passará a ser oferecida para as adolescentes de 9 a 11 anos e em 2016, às meninas de 9 anos. A meta é ter todas as mulheres entre 9 e 15 anos vacinadas contra a doença até 2016.Para Chioro, a vacinação nas escolas e aceitação da vacina por parte das próprias adolescentes foi fundamental para que a meta fosse ultrapassada e as desconfianças iniciais sobre ela fossem superadas. "As meninas brasileiras deram um show. Elas se mobilizaram de uma maneira muito impressionante. As meninas mostraram que são mesmo mulheres preparadas para o futuro e protegidas contra o câncer", afirmou.
Telefones
(91)3462-3229
(91)8850-4151 (Oi)
(91)8143-0403 (Tim)
(91)9202-9600 (Vivo)
(91)8488-1256 (Claro)
Endereço
Endereço: TV CESAR PINHEIRO 561- BOX 3
Bairro: CENTRO
CAPANEMA- PARÁ
CEP: 68.700-070 


Todos os direitos reservados a Helinho Carvalho
X