19:29
30/1/2015
sexta-feira

Newsletter

Nome:

E-mail:

Enquete

O que acha do portal?

Notícias Recentes
Um levantamento divulgado pelo Elat (Grupo de Eletricidade Atmosférica) nesta sexta-feira (30) aponta que 98 pessoas morreram após ser atingidas por raios no Brasil em 2014. Desse total, seis casos foram no Pará, deixando o Estado com a quarta colocação no ranking dos locais com maior número de acidentes.O número representa uma vítima a menos em relação a 2013. De acordo com o Elat, Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), esses dados foram obtidos por meio de informações da imprensa, Defesa Civil e Ministério da Saúde.Com 17 mortes, o Estado de São Paulo foi onde mais pessoas morreram atingidas por raios em 2014. Em seguida estão o Maranhão (16), Piauí (7) e o Amazonas, que ficou ao lado do Pará com seis mortes.O grupo afirma que o alto número de vítimas em São Paulo foi causado principalmente por causa de duas ocorrências no segundo semestre. Uma delas no dia 7 de novembro, quando três moradores de rua morreram logo após serem atingidos por um raio na zona leste da capital. No dia 29 de dezembro, quatro pessoas morreram após receber uma descarga em Praia Grande, no litoral paulista.São Paulo liderou a lista de cidades que mais tiveram vítimas de raios no ano passado, com cinco casos. Praia Grande (SP) ficou em segundo com quatro, seguida por Pauini (AM), Wanderley (BA) e Igarapé Grande (MA) com duas vítimas cada.De acordo com o balanço, 27% das vítimas faziam atividades agropecuárias quando foram atingidas pelo raio e outras 20% estavam dentro de casa. Entre elas, 56% moravam na zona rural. RECORDE Desde 2000, a cidade de São Paulo registrou 25 mortes por raios, enquanto Manaus, a segunda com mais registros no período, teve 22.No Estado de São Paulo, foram 288 mortes nesses 15 anos. Minas Gerais registrou 132 casos e o Rio Grande do Sul, 130 no mesmo período.Desde o início das pesquisas, em 2000, até o ano de 2010 foram registradas mais de cem mortes por raio em nove anos. De 2010 a 2014, porém, só houve um ano com mais de cem vítimas.O Coordenador do Elat Osmar Pinto Junior afirma que essa queda se deve principalmente ao aumento das informações sobre prevenção desse tipo de acidente. (DOL com informações do Folhapress)
Mais de 100 quilos de maconha prensada foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na noite de sábado (24), em Santa Maria do Pará, no nordeste paraense. A droga estava escondida dentro de um automóvel. Os ocupantes do veículo fugiram após agredirem os policiais com disparos de armas de fogo. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (26). Segundo informações da PRF, a droga estava sendo transportada em um carro que seguia pela BR-316, no sentido Santa Maria do Pará/Capanema. No cruzamento da BR-316 com a BR-010, o condutor do veículo, ao se deparar com uma viatura da PRF, freou bruscamente manobrando para o sentido oposto da via, momento em que seus ocupantes efetuaram vários disparos de armas de fogo contra os agentes da PRF.Na tentativa de fuga os criminosos não conseguiram seguir de carro muito longe. Os policiais revidaram a agressão disparando contra o veículo suspeito, que teve os pneus perfurados e capotou, na altura do quilômetro cem da BR-316. Os ocupantes do veículo fugiram pela mata fechada e não foram capturados. Durante revista minuciosa, os agentes da PRF descobriram que o carro abandonado estava recheado com 101 quilos de maconha prensada divididos em vários tabletes. Os policiais descobriram também que o carro tinha registro de roubo e que estava com o CRLV falso, além da numeração do chassi adulterada.O veículo foi levado para o posto da PRF em Benevides, para que os cães farejadores fizessem busca para verificar se não havia mais drogas escondidas no interior do mesmo. A ocorrência foi encaminhada para a delegacia da Polícia Federal, em Belém, para instauração de inquérito policial que dará início às investigações, para tentar localizar as pessoas envolvidas nesse caso de tráfico de entorpecente. informações da PRF
Telefones
(91)3462-3229
(91)8850-4151 (Oi)
(91)8143-0403 (Tim)
(91)9202-9600 (Vivo)
(91)8488-1256 (Claro)
Endereço
Endereço: TV CESAR PINHEIRO 561- BOX 3
Bairro: CENTRO
CAPANEMA- PARÁ
CEP: 68.700-070 


Todos os direitos reservados a Helinho Carvalho
X