02:19
31/3/2015
terça-feira

Newsletter

Nome:

E-mail:

Notícias Recentes
A presidente da República, Dilma Rousseff, chega hoje a Capanema para participar da inauguração de 1.032 unidades habitacionais do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), no Conjunto José Neto. O empreendimento, que custou cerca de R$ 53,6 milhões aos cofres públicos, beneficiará mais de 4.100 pessoas, organizadas em famílias com rendimento médio mensal de até R$ 1,6 mil. A presença de Dilma no lançamento das unidades pode ser vista também como uma tentativa de reverter o índice de rejeição à sua gestão, que ultrapassou os 60%. O MCMV é um dos principais e mais populares programas do governo federal. A presidente deve se pronunciar, como tem feito nos últimos eventos que tem participado, durante o encerramento da cerimônia. A expectativa é de que seis mil pessoas participem do evento, que será aberto ao público. Mesmo em tempos de manifestações contra o governo Dilma, a assessoria de comunicação presidencial informou que o esquema de segurança deve seguir os padrões normais de qualquer outro grande evento.As unidades do habitacionais são distribuídas em 129 blocos de dois pavimentos e quatro apartamentos por andar. Cada residência tem uma área privativa de 39,22 metros quadrados, divididos em dois quartos, uma sala, um banheiro, uma cozinha e uma área de serviço. A nova estrutura habitacional que será apresentada pela presidente terá espaços adequados e específicos para crianças, como creches, parquinhos e outras áreas de interação, cuidados e lazer. O condomínio dispõe ainda de duas praças, duas quadras poliesportivas, dois playgrounds e um centro comunitário. Cada unidade é avaliada em R$ 52 mil, sendo que 3% delas estão adaptadas para pessoas portadoras de necessidades especiais. O residencial conta com infraestrutura completa, com pavimentação, redes de água, esgotamento sanitário, drenagem energia elétrica e iluminação pública. O último levantamento feito pela Prefeitura de Capanema aponta que o município tem um déficit habitacional de três mil pessoas. Este é o primeiro empreendimento que o município recebe do MCMV dentro da Faixa I (famílias com renda até R$ 1,6 mil), uma vez que já foi contemplada com empreendimentos nas faixas II (renda até R$ 3,2 mil) e III (renda até R$ 5 mil). Ao todo, o município contabiliza 1.496 habitações entregues ou subsidiadas pelo programa, beneficiando 5,9 mil pessoas. De acordo com a secretaria municipal de Planejamento, existem ainda 750 pessoas no cadastro de espera do MCMV em Capanema. No Pará, o programa é muito bem sucedido, segundo os números apresentados pelo governo federal. Nas três faixas, 46.473 unidades já foram entregues, beneficiando 185 mil pessoas. Além disso, apenas na faixa I são quase 58 mil unidades em construção, gerando emprego e renda no Estado. Dilma deve deixar Brasília e seguir para Belém por volta de 11h30, com previsão de chegada às 13h50 na capital paraense. Só então se deslocará até Capanema de helicóptero para fazer a entrega simbólica das chaves das unidades habitacionais aos contemplados, por volta de 15h da tarde. Acompanham a cerimônia ainda o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, a presidente da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, o governador do Estado do Pará, Simão Jatene, o prefeito de Capanema, Eslon Martins, além do superintendente regional da Caixa, Evandro Lima.
O Paysandu arrasou o Clube do Remo no primeiro Re-Pa oficial de 2015, válido pela quarta rodada do returno do Campeonato Paraense. A vitória por 3 a 1, num jogo em que o time bicolor poderia até ter goleado o rival, guinou o Papão à vice-liderança do Grupo A2, enquanto o Leão perdeu a sequência de nove jogos sem derrota e começa a sentir a ameaça de não se classificar para o quadrangular final.Poucas vezes o torcedor azulino viu sua equipe jogar um futebol tão pobre, sem qualquer coordenação e visivelmente nervosa. Os espaços na defesa eram enormes.O Paysandu sentia-se convidado a entrar em lances rápidos que exploravam ora o meio, ora as laterais. Aliás, a atuação dos zagueiros Igor João e Ciro Sena foi um espetáculo de horror à parte.Tamanha fragilidade foi sentida logo cedo. Aos dois minutos do primeiro tempo, a cobrança de falta de Yago Pikachu encontrou Dão. Sozinho, ele completou de cabeça para o desespero de Fabiano: 1 a 0. Não o bastante, o Paysandu ainda teve a chance de ampliar com Bruno Veiga, mas a trave se encarregou de salvar os azulinos. O show de horrores na defesa soltava o adversário à vontade. Foi um massacre com golpes certeiros e calculados.Os gols do Paysandu foram cirúrgicos. O primeiro logo no início do jogo e outro no começo do segundo tempo, com Yago Pikachu, em cobrança de pênalti cometido por Jadílson em Jhonnatan. Quando o Remo pensou em ensaiar a reação, diminuindo também de pênalti, com Rafael Paty, o Papão foi lá e acabou com a alegria remista, tapando o que sobrou da cova num belo gol do atacante Bruno Veiga: 3 a 1. Em 90 minutos não houve sequer um momento onde o Remo tenha sido superior ao Paysandu. O futebol azulino foi bisonho ao ponto de deixar nos bicolores a frustração de não ter goleado o adversário. Com a derrota, o Leão precisa se reinventar, até porque ainda restam mais dois clássicos programados para os próximos dias. E o Papão, que estreou ontem uniforme em homenagem ao Esquadrão de Aço, time que brilhou a partir da década de 1940, mostrou que está afiado.
Telefones
(91)3462-3229
(91)8850-4151 (Oi)
(91)8143-0403 (Tim)
(91)9202-9600 (Vivo)
(91)8488-1256 (Claro)
Endereço
Endereço: TV CESAR PINHEIRO 561- BOX 3
Bairro: CENTRO
CAPANEMA- PARÁ
CEP: 68.700-070 


Todos os direitos reservados a Helinho Carvalho
X