02:02
21/12/2014
domingo

Newsletter

Nome:

E-mail:

Notícias Recentes
Uma associação criminosa que atuava furtando documentos pessoais e cartões de crédito para aplicar golpes na cidade de Capanema, nordeste do Pará, foi desarticulada, nesta sexta-feira (12), pela Polícia Civil.Foram presas três pessoas que participavam do esquema. Uma delas, Adinalva Andrade do Nascimento, de 28 anos, era encarregada de furtar os cartões e repassá-los a Célio Oliveira da Silva, 48 anos, apontado como mentor do grupo e responsável por guardar os cartões e documentos. Célio, por sua vez, repassava os cartões das vítimas a Márcio Jamerson Moraes de Lima, 27 anos, que era encarregado de ir às agências bancárias e estabelecimentos comerciais para realizar saques e compras. A associação criminosa foi investigada pela equipe comandada pela delegada Fernanda Maués, da Delegacia de Capanema, a partir da denúncia feita por uma das vítimas que procurou a polícia para registrar boletim de ocorrência. Segundo a vítima, foram realizadas compras com seu cartão de crédito em farmácias da cidade. A equipe policial iniciou a investigação até identificar um dos acusados, Márcio Jamerson, que foi reconhecido a partir de imagens fornecidas pelo sistema de segurança dos estabelecimentos comerciais. Após ser preso, Márcio confessou envolvimento no esquema criminoso e disse aos policiais onde estavam alguns dos bens comprados com os cartões roubados. Dentre os produtos comprados ilegalmente estão um aparelho de som e telefones celulares. No momento da abordagem, o acusado ofereceu aos policiais a quantia de R$ 200 para não ser preso. Por isso, ele foi autuado por crime de corrupção ativa. No decorrer da investigação, Célio Oliveira foi preso. Na casa dele, foram encontrados diversos cartões de crédito. (informações da Polícia Civil)
Um levantamento elaborado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) revelou que os primeiros dez quilômetros da BR-316, entre Belém e Ananindeua, ocupam o quarto lugar no ranking nacional em termos de acidentes graves. Entre agosto de 2013 a julho de 2014, foram 90 ocorrências graves, com 94 pessoas feridas gravemente, sendo que outras nove acabaram morrendo.A pesquisa servirá para direcionar as ações integradas e simultâneas a partir da operação Rodovida, que será desencadeada hoje e ocorrerá em todos os finais de semana até 22 de fevereiro de 2015.As ações da PRF, porém, não ficarão restritas aos locais em que haverá o esforço conjunto, elas acontecerão ao longo de toda a malha viária federal com o foco voltado para as ultrapassagens proibidas e forçadas, buscando prevenir as colisões frontais.A colisão frontal é o tipo de acidente mais violento e, apesar de não acontecer em grande quantidade no país (representa apenas 3% do total de acidentes nas BRs), quando ocorre tem consequências gravíssimas (34% das mortes decorrem de colisões frontais). De agosto de 2013 a julho de 2014, a PRF atendeu 178.285 acidentes, com 26.794 feridos graves e 8.446 mortes. Desses, 6.940 acidentes foram do tipo colisão frontal, causando a morte de 2.788 pessoas e lesionando outras 4.627 gravemente.Desde novembro passado a fiscalização às ultrapassagens proibidas ganhou um reforço para coibir essa conduta, o endurecimento da legislação. O motorista que for flagrado ultrapassando em local proibido e pelo acostamento será multado em R$957,70 e quem for pego forçando a passagem, obrigando o outro veículo a frear ou desviar, pagará multa no valor de R$ 1.915,40. Lembrando que esses valores dobram para aqueles que forem flagrados novamente cometendo essas infrações em menos de 12 meses. Além das ultrapassagens, os esforços de fiscalização estarão voltados para coibir o excesso de velocidade, a embriaguez ao volante e o não uso do capacete, condutas responsáveis por elevados índices de letalidade. No período de agosto de 2013 a julho de 2014, a PRF aplicou 1.088.964 multas por excesso de velocidade, mais de 331 mil multas por ultrapassagens e aplicou 36.956 multas pela falta do capacete ou por seu uso de maneira inadequada.
Com o fim da temporada, os sites especializados em estatísticas do futebol brasileiro já começaram a divulgar os seus números. O site 'srgoool' divulgou o ranking das 101 equipes que levaram mais público aos estádios disputando o Brasileirão 2014 (séries A, B, C e D). Entre os times paraenses, o Paysandu aparece na 11ª posição, com média de 15.856 pagantes. O Remo é o segundo paraense na ordem da lista, na 31ª posição, com média de 6.495 pagantes. O Águia de Marabá ficou posicionado no parte final da lista, na 71ª posição e com a pífia média de 724 pagantes.Vale ressaltar que Paysandu e Remo tiveram que cumprir parte de seus mandos longe de Belém, devido punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva. O Papão fez cinco dos nove jogos como mandantes em Castanhal, já o Leão Azul fez quatro de suas cinco partidas em Bragança. E o sucesso de bilheteria bicolor na Série C do Brasileiro deste ano refletiu diretamente na receita. O clube lucrou quase R$ 3,5 milhões de bilheteria na Série C, somando com quase R$ 1,4 milhão no Parazão, R$ 800 mil na Copa Verde e Copa do Brasil. Aproximadamente, R$ 5,7 milhões de lucro, além de R$ 2 milhões em patrocínios e R$ 2,5 milhões no programa Sócio Torcedor. A receita geral líquida ficou acima de R$ 10 milhões. A baixa bilheteria azulina na Série D fez com que o clube de Antônia Baena tivesse uma receita líquida total de R$ 6 milhões, com R$ 2,9 milhões de bilheteria, contando todas as competições envolvidas.
Telefones
(91)3462-3229
(91)8850-4151 (Oi)
(91)8143-0403 (Tim)
(91)9202-9600 (Vivo)
(91)8488-1256 (Claro)
Endereço
Endereço: TV CESAR PINHEIRO 561- BOX 3
Bairro: CENTRO
CAPANEMA- PARÁ
CEP: 68.700-070 


Todos os direitos reservados a Helinho Carvalho
X