12:33
24/5/2016
terça-feira

Newsletter

Nome:

E-mail:

Enquete

O que acha do portal?

Notícias Recentes
Embora a campanha do Paysandu não seja tão empolgante no returno (o time acumula seis empates e apenas uma vitória desde o fim da fase de grupos do primeiro turno), a marca de 24 jogos invictos merece respeito. Desde a partida contra o América-MG, pela 34ª rodada da Série B, no dia 3 de novembro de 2015, o Papão não sabe o que é sair derrotado de campo. De lá para cá, entraram nessa estatística os jogos da Série B, Copa Verde, Copa do Brasil e deste Parazão, que pode garantir ao clube um título invicto após 14 anos! As duas últimas vezes que os bicolores levantaram o troféu de campeão paraense sem sofrer nenhuma derrota foram títulos marcantes - o tricampeonato, em 2002, e a conquista de 1998. O mais recente título invicto, em 2002, marcou o início do que seria o ápice da era Givanildo Oliveira. Campeão paraense em 2000 e 2001, o Paysandu chegou ao tri, marca que não atingia desde a série de 1980-81-82, quase 20 anos antes. Naquele time mágico, que conquistaria no mesmo ano a Copa Norte e a Copa dos Campeões, estava o meia Vélber, único remanescente ainda em atividade no clube, além do volante Rogerinho, que hoje em dia é auxiliar técnico de Dado Cavalcanti. Para levantar o troféu, o Papão disputou 18 jogos, com 14 vitórias e quatro empates. O título de 98 pode não ter sido tão espetacular quanto o de 2002, mas para o torcedor bicolor que acompanhou o time durante os anos 90, valeu muito mais. Após ver o Clube do Remo ser pentacampeão e, pior, aguentar um jejum de 33 jogos sem vencer o rival, as glórias retornaram com uma conquista invicta. Comandado por Joãozinho Rosas, o time chegaria próximo do acesso à Série A no fim da temporada, mas parou nas semifinais da Série B. A base que conquistou tudo no início dos anos 2000 começou a ser montada ali, com Ronaldo, Sérgio, Jóbson, Luís Carlos Trindade e Zé Augusto. Para chegar ao título, o time alviceleste jogou 19 vezes, com 11 vitórias e oito empates. (Taion Almeida)
Uma operação da Polícia Civil realizou, nesta quinta-feira (3), a prisão de 21 acusados de violência doméstica contra a mulher na Região Metropolitana de Belém e em mais dez cidades paraenses. Do total de detenções, 17 foram em cumprimento de mandados de prisão e 4 foram em flagrante, de acordo com a polícia. A operação chamada "O Cravo e A Rosa" foi formada por policiais civis que atuam nas Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher (DEAMs) com apoio das Superintendências Regionais. A ação foi deflagrada, simultaneamente, na Região Metropolitana de Belém e outras cidades como Paragominas, Barcarena, Castanhal, Marabá, Capanema, Santarém e Bragança. De acordo com a Polícia Civil, somente na zona Bragantina, cinco detenções por violência contra mulher foram realizadas (sendo quatro em flagrante). Foram presos: Ilson Ricardo Correa de Souza, em Bragança; Francisco Xavier de Souza Martins, em Capanema; Weverson Oliveira da Silva, em Nova Esperança do Piriá; Antonio Cristiano Silva Souza, em Ourém, e Claudecir Rosa da Rocha, em Salinópolis.Todos os acusados foram conduzidos para as sedes das DEAMs, de onde foram encaminhados para unidades do Sistema Penitenciário no Estado. Em 2015, duas outras operações "O Cravo e A Rosa" foram realizadas, com um total de 50 prisões em todo o Pará. A operação é uma alusão ao mês dedicado às mulheres e tem por objetivo cumprir mandados de prisão de indiciados por crimes relacionados à Lei Maria da Penha. (DOL)
Telefones
(91)3462-3229
(91)8850-4151 (Oi)
(91)8143-0403 (Tim)
(91)9202-9600 (Vivo)
(91)8488-1256 (Claro)
Endereço
Endereço: TV CESAR PINHEIRO 561- BOX 3
Bairro: CENTRO
CAPANEMA- PARÁ
CEP: 68.700-070 


Todos os direitos reservados a Helinho Carvalho
X